News Circulation in the Portuguese-Speaking Space: News Exchange between News Agencies of Brazil and Lusophone Africa

Juliana Costa Lisboa, Pedro Aguiar

Resumo


This paper addresses news exchange between Brazil and Portuguese-speaking countries of Africa, as carried out by each country’s national news agency. The main goal of this study is to understand how the flow of information is undertaken by these agencies. For this end, a quantitative and comparative survey was conducted on usage of texts from one agency by the other, by means of content analysis of cited material published on their respective websites, during the period of May 2016 to May 2017. In spite of important international events having taken place in Brazil during that time, the exchange between agencies was recorded as minimal. In order to analyze this exchange, we adopt theoretical perspectives from the political economy of news agencies (Boyd-Barrett, 1980) and of the circulation of news (Machado, 2008; Medina, 1998.) The paper applies the concept of network-territory to the analysis of news exchange and focuses on analyzing the structures of news production. The geocultural Lusophone sphere is understood here as a space of information circulation. The paper proposes a dialogue between Geographies of Communication and Journalism Studies.

O artigo aborda o intercâmbio de notícias entre o Brasil e os países da África de língua portuguesa, operado por meio de suas respectivas agências nacionais de notícias. Entender de que forma se dá o fluxo informativo a partir das agências é o principal objetivo deste estudo. Para isso, fez-se uma pesquisa quantitativa e comparativa sobre o aproveitamento de textos de cada agência em todas as demais, por meio de análise de conteúdo sobre citações no material publicado em seus respectivos websites, no intervalo de maio de 2016 a maio de 2017. Apesar de fatos de grande repercussão internacional ocorridos no Brasil no período, o intercâmbio verificado foi mínimo. Para analisá-lo, são aqui adotadas as perspectivas da Economia Política das agências de notícias, de Boyd-Barrett (1980), e de circulação de notícias (Machado, Medina.) O trabalho incorpora o conceito de território-rede à análise do intercâmbio de notícias e se concentra na análise das estruturas de produção da notícia. A esfera geocultural lusófona é entendida como um espaço de circulação de informações e propõe-se uma interlocução entre as Geografias da Comunicação e os estudos de jornalismo.
Palavras-chave: agências de notícias; jornalismo na África; geografias da comunicação; circulação de notícias

El artículo aborda el intercambio de noticias entre Brasil y los países lusohablantes de África, operado por sus respectivas agencias nacionales de noticias. Comprender de qué forma se pasa el flujo de información desde las agencias de noticias es el objetivo principal de este estudio. Para ello se llevó a cabo una encuesta cuantitativa y comparativa por medio de análisis de contenido sobre el aprovechamiento de noticias de cada agencia en cada una de las demás, mediante replicación o atribución como fuente entre los contenidos en sus respectivos sitios web, en el lapso comprendido entre mayo de 2016 y mayo de 2017. Pese la gran repercusión internacional de sucesos en Brasil en ese período, el intercambio constatado ha sido mínimo. Para analizarlo, se utilizan las perspectivas de Economía Política de las agencias de noticias, de Boyd-Barrett (1980), y de la circulación de noticias (Machado, Medina.) El artículo aplica el concepto de territorio-red al análisis del intercambio de noticias y se centra en el análisis de las estructuras de producción de noticias. La esfera geocultural de lengua portuguesa se la entiende como un espacio de circulación de información y se propone una interlocución entre las Geografías de Comunicación y los estudios de Periodismo.

Palavras-chave


news agencies; journalism in Africa; geographies of communication; news circulation

Texto completo:

PDF (English) PDF (PT)

Referências


Aguiar, P. (2016) Agências de Notícias, Estado e Desenvolvimento: modelos adotados nos países BRICS. Brazilian Journalism Research, 12, 1. 34-59.

Aguiar, P. (2017) “Brazilian News Agencies: A Unique Model Between Media Conglomerates and the State”. In Robinson, L. et al, Brazil: Media from the Country of the Future (pp.163-185). Emerald.

Aguiar, P.; Lisboa, J. (2016) Da Agência Nacional à Agência Brasil: o jornalismo de agências e o Estado brasileiro (1937-2016). 6º Encontro Regional Sul de História da Mídia – Alcar Sul, Ponta Grossa.

Aguiar, P.; Pasti, A. (2016) Geografia das Agências de Notícias: apontamentos para uma análise espacial da circulação da informação. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom.) Anais... Intercom

ANGOP (2017) Informações – Sobre Angop – História. Retrieved from www.angop.ao/angola/pt_pt/portal/informacoes/ministerio-da-comunicacao-social/mcs/2012/9/40/Historia,84b7e591-6724-4f29-a715-e9abba34f613.html .

O Arquipélago (2017) Carlos Santos deixa Inforpress. Retrieved from www.jsn.com.cv/imp/nacional/carlos-santos-deixa-inforpress.

Boyd-Barrett, O. (1980) The International News Agencies. Constable/SAGE.

Briggs, A.; Burke, p.(2016) Uma História Social da Mídia: de Gutenberg à internet. Rio de Janeiro: Zahar, (3rd ed).

Correia, J. M. (2011) Da Cabopress à Inforpress SA 1988-2011, duas décadas de jornalismo: um novo começo... online. JM Edições.

Ferreira, E. de S. (1974) Portuguese Colonialism in Africa: the end of an era. The Unesco Press.

Haesbaert, R. (2011) O Mito da Desterritorialização: do fim dos territórios à multiterritorialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, (6th ed).

Hohlfeldt, A. (2016) “O Jornalismo nas Antigas Colônias de Expressão Portuguesa”. In: Sousa, J. P. et al. (eds.) Uma História da Imprensa Lusófona (pp. 207-288). Vol. 1. Editora Media XXI.

Lisboa, J. (2016) Agências de Notícias na Internet: o uso de plataformas de rede por agências lusófonas. XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – São Paulo

Lopes, A. S. (Tony Tcheka.) (2015) Os Media na Guiné-Bissau. Edições Corubal.

Mattelart, A. (1996) A Invenção da Comunicação. Instituto Piaget.

Medina, C. (1998) Notícia, um Produto à Venda: jornalismo na sociedade urbana e industrial. São Paulo: Summus, (6th ed).

Machado, E. (2008) Sistemas de Circulação no Ciberjornalismo. ECO-Pós. 11, 2, 21-37.

A Nação (2016) “A inforpress não poderá continuar a ser como uma filha que o Governo não quer” – Paulo Agostinho. December 17th, 2016.

A Nação (2017) Conselho de Ministros analisa futuro da Inforpress, April 6th, 2017.

Sousa, J. P. (2008) Uma História Breve do Jornalismo no Ocidente. BOCC. Retrieved from .

Téla Non (2014) Revisão do acordo com a RDP e RTP-África. May 12, 2014. Retrieved from .

Thompson, J. B. (1998) A Mídia e a Modernidade: uma teoria social da mídia. Vozes




DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v13n3.2017.1011

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.