Study of the Approaches on the "Civic Center Massacre" in Magazines Carta Capital and Revista Fórum

Caroline Kraus Luvizotto, Ana Cristina Consalter Amôr, Priscila Santana Caldeira

Resumo


This article analyzes, through content analysis, the coverage made by Carta Capital and Revista Fórum magazines about the "Civic Center Massacre", held on April 29, 2015 in Curitiba/PR. Specifically, this study aimed to check how these vehicles represented the episode in question, which reached great repercussion throughout Brazil due to the truculent repression applied by the Military Police of Paraná state. We chose the online version of the weekly magazines Carta Capital and Revista Fórum since they present themselves as plurals and propose a positive analysis of social movements and collective actions. Both magazines assumed positive editorial positions regarding teachers' manifestations and their motivations, as well as, in a negative way, the police truculence on the fateful day of April 2015.

Este artigo analisa, por meio da análise de conteúdo, a cobertura realizada pelas revistas Carta Capital e Revista Fórum sobre o “Massacre do Centro Cívico”, ocorrido em 29 de abril de 2015, em Curitiba/PR. Especificamente, o estudo objetivou verificar como esses veículos representaram o episódio em questão, que alcançou grande repercussão em todo o Brasil devido a truculenta repressão aplicada pela Polícia Militar do Paraná. Optou-se pela versão online das revistas semanais Carta Capital e Revista Fórum, pois se apresentam como plurais e propõem uma análise positiva de movimentos sociais e ações coletivas. Ambas as revistas assumiram posturas editoriais positivas em relação à manifestação dos professores e suas motivações, bem como de maneira negativa a truculência policial no dia fatídico de abril de 2015.

Esta ponencia analiza, por la metodología del análisis de contenido, la cobertura realizada por las revistas Carta Capital y Revista Fórum sobre el "Masacre del Centro Cívico", ocurrido en 29 de abril de 2015, en Curitiba/PR. Esa investigación objetivó comprobar como los vehículos representaron el episodio en cuestión, que alcanzó gran repercusión en todo Brasil debido a la truculenta aplicada por la Policía Militar del estado de Paraná. Se optó por la versión online de las revistas semanales Carta Capital y Revista Fórum, pues se presentan como plurales y proponen un análisis positivo de los movimientos sociales y acciones colectivas. Las dos revistas asumieron posturas editoriales positivas en relación con la manifestación de los profesores y sus motivaciones, y representó de manera negativa la truculencia policial en el aquel día de abril de 2015.

Palavras-chave


Alternative media; Social movements; Carta Capital; Revista Fórum; Civic Center Massacre

Texto completo:

PDF (English) PDF (PT)

Referências


Atton, C. (2001) Alternative media. London: Sage.

Bardin, L. (2009) Análise de Conteúdo. Lisboa: LDA.

Dallari, D. A. (1986) O Estado federal. São Paulo: Ática.

Downing, J. D. H. (2002) Mídia Radical – Rebeldia nas comunicações e movimentos sociais (2nd Ed.). Ed. Senac. São Paulo.

Fiorucci, R. (2011) A nova geração do jornalismo crítico: mídia alternativa. Diálogos, v. 15, n. 2, p. 455-481, maio-ago. Retrieved from http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Dialogos/article/view/36208

Gadini, S. L. (2015) Memórias, vidas em risco e alguns desafios da pesquisa em jornalismo no Paraná. In S. L. Gadini (Ed.), Coberturas jornalísticas (de)marcadas: a greve dos professores na mídia paranaense em 2015 (pp. 13-17). Ponta Grossa: Estúdio Texto.

Gohn, M. da G. (2011) Movimentos sociais na contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação. v. 16, n. 47, pp. 333-361, maio-ago.

Gohn, M. da G. (2012) Teorias dos Movimentos Sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Edições Loyola.

IBGE. (2016) Contas Regionais do Brasil 2014: Produto Interno Bruto – PIB e participação das Grandes Regiões e Unidades da Federação. Contas Regionais 2014: cinco estados responderam por quase dois terços do PIB do país. IBGE.

Lopes, M. I. V. de. (2003) Pesquisa em comunicação. São Paulo: Edições Loyola.

Luvizotto, C. K. (2016) Cidadania, ativismo e participação na internet: experiências brasileiras. Comunicação e Sociedade, v. 30, pp. 297-312. DOI: http://dx.doi.org/10.17231/comsoc.30(2016).2499

Moraes, D. de. (2010) Por uma outra comunicação – mídia, mundialização cultural e poder (5th ed). Rio de Janeiro: Record.

Oliveira, D. de. (2009) Jornalismo alternativo: o utopismo iconoclasta. VII Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores de Jornalismo – SBPJor. São Paulo: ECA/USP.

Pontes, F. S. (2015) As mediações de um fato social: o uso dos frames Black bloc na cobertura midiática do massacre de 29 de abril. In S. L. Gadini (Ed.), Coberturas jornalísticas demarcadas: a greve dos professores na mídia paranaense (pp. 82-99). Ponta Grossa: Estúdio Texto.

Rocha, B. L., Jacobus, R., Cavalcanti, R. (2011) A indústria da comunicação social brasileira nas eleições presidenciais de 2010. In. V. C. Brittos, Economia política da comunicação: convergência tecnológica e inclusão digital (pp. 155-182). Rio de Janeiro: Mauad X.

Scherer-Warren, I. (2014) Dos movimentos sociais às manifestações de rua: o ativismo brasileiro no século XXI. Política & Sociedade, v. 13, nº. 28, pp. 13-34. DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7984.2014v13n28p13

Vilas Boas, S. (1996) O estilo Magazine. O texto em revista. São Paulo: Summus.

Xavier, C. (2009) O Nanquim e o curso de comunicação da UEPG/PR. In K. J. Woitowicz (Ed.), Recortes da mídia alternativa: histórias e memórias da comunicação no Brasil (pp. 147-156). Ponta Grossa: Ed. UEPG.

Zucco Jr., C. (2007) Ideology or What? Legislative behavior in Multiparty Presidential Settings. CSDP Lunch Seminar. Princeton University, out.




DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v14n2.2018.1020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.