Marginália, ‘Zeitgeist’ e memória do tempo presente: os comentários de leitores no ciberjornalismo

Marcos Palacios

Resumo


Este ensaio propõe-se a uma aplicação do conceito de Marginália ao texto jornalístico e mais particularmente sua utilização para a caracterização de Comentários de Leitores no Ciberjornalismo, como uma forma emergente de Memória. Marginália é discutido em sua acepção clássica e em seguida transposto para a situação de produção jornalística. A ideia de Marginália jornalística é também associada ao tema da Guerra das Memórias, mas assinala-se, fundamentalmente, o valor da preservação de tais comentários como possíveis indicadores de um Zeigeist a ser eventualmente recuperado, a partir de uma determinada distância histórica. São fornecidos alguns exemplos de Marginália em jornalismo em veículos on-line. Chama-se a atenção para a necessidade de entendimento de Marginália como um “texto”, no sentido amplo da palavra, pelo que todos os formatos (multi)mediáticos incorporados como contribuições de leitores devem ser englobados pelo conceito e, consequentemente, pelos esforços que se devem envidar para a sua preservação para usos futuros.


Palavras-chave


Marginália; zeigeist; ciberjornalismo; comentários de leitores; jornalismo participativo; memória.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v8n1.2012.391

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.