Contextualização de reportagens hipermídia: narrativa hipermídia e imersão

João Canavilhas, Alciane Nolibos Baccin

Resumo


O jornalismo em dispositivos móveis e em especial as reportagens hipermídia ganham novas possibilidades de narrativas, impulsionadas pela mobilidade, uso de telas touschscreen, acelerômetro, receptor de GPS e ligação permanente à rede. Graças a estas potencialidades, os tablets, smartphones e wearables reconfiguraram os processos e as narrativas webjornalísticas. Partindo dessa premissa, este artigo foca o estudo na reportagem hipermídia para dispositivos móveis, tendo como objetivo demonstrar como os recursos hipertextuais colaboram na contextualização dessas narrativas jornalísticas nos dispositivos móveis (tablets e smartphones). Para alcançarmos o objetivo, realizamos uma análise sistemática das edições do jornal Globo A Mais, durante dezembro de 2014 e janeiro de 2015, selecionando um caso exemplificador da forma como os recursos hipertextuais podem servir à contextualização. Os recursos hipertextuais integram-se no relato da reportagem, proporcionando a contextualização. Se combinados com as modalidades comunicativas e a interação do leitor, estes recursos proporcionam uma experiência narrativa de hipermidialidade.

Palavras-chave


narrativa hipermídia; contextualização; reportagem; imersão; dispositivos móveis

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Susana. O banco de dados como metáfora no jornalismo digital. In: Anais do VII Lusocom. Abril de 2004. Covilhã. Portugal.

BARBOSA, Susana. Jornalismo Digital em Base de Dados (JDBD) - Um paradigma para produtos jornalísticos digitais dinâmicos. 2007. (Tese de Doutorado). PósCOM/UFBA. Disponível em: http://migre.me/hkrS4 Acesso em 15 de jul. de 2013.

BARBOSA, Susana. Modelo JDBD e o ciberjornalismo de quarta geração. Paper apresentado no GT 7 - Cibercultura y Tendencias de la Prensa en Internet, do III Congreso Internacional de Periodismo en la Red. Foro Web 2.0: Blogs, Wikis, Redes Sociales y e-Participación, Facultad de Periodismo, Universidad Complutense de Madrid (Espanha), 23 e 24 de Abril de 2008.

BARBOSA, Susana. Jornalismo convergente e continuum multimídia na quinta geração do jornalismo nas redes digitais. In: CANAVILHAS, J. Notícias e mobilidade: o jornalismo na era dos dispositivos móveis. Covilhã, PT: Livros LabCom, 2013, p. 33-54. Disponível: http://migre.me/hUrFq. Acesso em 07 de set. de 2013.

BARBOSA, Suzana; SEIXAS, Lia. Jornalismo e dispositivos móveis: percepções, usos e tendências. In: S. Barbosa, & L. Mielniczuk (Orgs.). Jornalismo e Tecnologias Móveis. Covilhã: Livros LabCOM. 2013.

BRADSHAW, Paul. A model for the 21st century newsroom: pt1 – the news diamond. 2007. Disponível: http://onlinejournalismblog.com/2007/09/17/a-model-for-the-21st-century-newsroom-pt1-the-news-diamond/

CANAVILHAS, João (Org.). Webjornalismo: 7 caraterísticas que marcam a diferença. ISBN 978-989-654-144-6 (pdf). Covilhã: Livros Labcom. 2014.

CANAVILHAS, João. Da remediação à convergência: um olhar sobre os media portugueses. Brazilian Journalism Research – v. 8, n. 1, 2012. p. 7-21. Disponível em: http://migre.me/hjqO4 Acesso em: 11 de out. de 2013.

CANAVILHAS, João. O novo ecossistema mediático. BOCC: Biblioteca Online de Ciência da Comunicação, Covilhã, 2010. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-o-novo-ecossistemamediatico.pdf.

CANAVILHAS, João. Webnoticia: propuesta de modelo periodístico para la WWW. ed. 1, 1 vol., ISBN: 9789728790912. Covilhã: Livros Labcom. 2007.

CANAVILHAS, João; SATUF, Ivan. Jornalismo em transição: do papel para o tablet... ao final da tarde. In: CANAVILHAS, João; FIDALGO, António. Comunicação digital: 10 anos de investigação. Coimbra, Editora MinervaCoimbra, 2013.

FONTCUBERTA, Mar. A Notícia – pistas para compreender o mundo. Lisboa: Editorial Notícias, 1999.

JORGE, Thaís de Mendonça. Mutação no jornalismo: como a notícia chega à internet. Brasília: Editora da UNB, 2013.

LANDOW, George. Teoría del hipertexto. Barcelona: Paidós, 1997

LARRONDO URETA, Ainara. La metamorfosis del reportaje en el ciberperiodismo: concepto y caracterización de un nuevo modelo narrativo. In: Comunicación y Sociedad Vol. XXII, N. 2, 2009. p. 59-88.

LONGHI, Raquel. Audiovisual, conceito em expansão. In: Francisco Ubierna Gómez ; Javier Sierra Sánchez. (Org.). Miscelánea sobre el entorno audiovisual en 2014. 1ed.Madrid: Editorial Fragua, 2014, v. 1, p. 283-300.

LONGHI, Raquel. Infografia online: narrativa intermídia. In: Estudos em Jornalismo e Mídia. Ano VI, n. 1. jan./jun. 2009. p. 187-196. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/1984-6924.2009v6n1p187/10423

MACHADO, Elias; PALACIOS, Marcos. Manual de jornalismo na Internet - noções básicas, conceitos e um guia sobre as principais publicações jornalísticas digitais no Brasil e no Exterior. Salvador: Facom-Ufba, 1996.

MARTINEZ, Monica e FERREIRA, Sueli. The “Black’s Wheel”: a technique to develop hypermedia narratives. 2010. Disponível: http://online.journalism.utexas.edu/2010/papers/MartinezFerreira10.pdf~

MIELNICZUK, Luciana. Jornalismo na Web: uma contribuição para o estudo do formato da notícia na escrita hipertextual. (Tese de doutorado). FACOM/UFBA, Salvador. 2003.

MIELNICZUK, Luciana; BACCIN, Alciane; SOUSA, Maíra; LEÃO, Callenciane. A reportagem hipermídia em revistas digitais móveis. Paper apresentado no Congresso Internacional Jornalismo e Dispositivos Móveis. Universidade da Beira Interior (UBI), Covilhã, Portugal, 02 e 03 de dezembro de 2014.

PALACIOS, Marcos. Jornalismo Online, informação e memória: apontamentos para debate. Revista PJ: Br Jornalismo Brasileiro, São Paulo, n. 4, 2004. Disponível em: http://www.eca.usp.br/pjbr/arquivos/artigos4_f.htm.

PALACIOS, Marcos ; CUNHA, R. E. S. A tactilidade em dispositivos móveis: primeiras reflexões e ensaio de tipologias. Contemporânea (Salvador. Impresso), v. 10, p. 668-685, 2012.

PAULINO, Rita. Conteúdo digital interativo para tablets-ipad: uma forma híbrida de conteúdo digital. In: R. Paulino, & V. Rodrigues (Orgs.) Jornalismo para tablets: pesquisa e prática. Florianópolis: Insular. 2013.

PAVLIK, John. News framing and new media: digital tools to re-engage an alienated citizenry. In S. D. Reese, O. H. Gandy and A. E. Grant (Eds.), Framing public life: Perspectives on media and our understanding of the social world. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2001, pp. 311-321

PAVLIK, John. El periodismo y los nuevos medios de comunicación. Ed. Paidós: Barcelona, 2005.

PAVLIK, John. Ubiquidade: O 7.º princípio do jornalismo na era digital. In: CANAVILHAS, João (Org.). Webjornalismo: 7 caraterísticas que marcam a diferença. ISBN 978-989-654-144-6 (pdf). Covilhã: Livros Labcom. 2014. p. 159-184.

PRYOR, Larry. The third wave of online journalism. Online Journalism Review. 2002. Disponível em: http://www.ojr.org/ojr/future/1019174689.php

SALAVERRÍA, Ramón (Eds.) Cibermedios: El impacto de Internet en los medios de comunicación en España. Sevilla: Comunicación Social, Ediciones y Publicaciones, 2005

SALAVERRÍA, Ramón. Multimedialidade: Informar para cinco sentidos. In: CANAVILHAS, João (Org.). Webjornalismo: 7 caraterísticas que marcam a diferença. ISBN 978-989-654-144-6 (pdf). Covilhã: Livros Labcom. 2014. p. 25-52.

ZAMITH, Fernando. Ciberjornalismo: As potencialidades da Internet nos sites noticiosos portugueses. Porto: Edições Afrontamento, 2008

ZAMITH, Fernando. A contextualização no ciberjornalismo. Porto: Porto: Edições Afrontamento/CETAC.MEDIA. 2013, p.201.

ZELIZER, Barbie. Why memory’s work on journalism does not reflect journalism’s work on memory, Memory Studies. Los Angeles: Sage Publications, 2008.




DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v11n1.2015.716

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.