Agências de Notícias, Estado e Desenvolvimento: Modelos Adotados nos Países BRICS

Pedro Aguiar

Resumo


Agências de notícias tiveram papel de destaque no processo de desenvolvimento dos sistemas nacionais e internacionais de comunicação, particularmente na periferia do capitalismo, por serem primordialmente responsáveis pela circulação na economia da informação. Nos países da África, sul da Ásia e Caribe, elas constituíram alicerces prioritários na construção da estrutura institucional do Estado, pensadas para promover o desenvolvimento. Os diferentes modelos forneceram determinantes para políticas públicas nestes países, tais como a opção por agências estatais ou privadas, independentes ou associadas a multinacionais, de importação ou exportação de informação. Considerando esses paradigmas e seus híbridos, o artigo examina os distintos modelos de constituição e operação de agências de notícias adotados nos países emergentes do século XXI, nominalmente os do chamado grupo BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), no que têm de particular em relação ao Estado, ao modelo de propriedade e de negócio, e seus papéis dentro das respectivas estratégias de desenvolvimento nacional.

Palavras-chave


Agências de notícias; Comunicação para o desenvolvimento; BRICS

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Pedro. Sistemas Internacionais de Informação Sul-Sul: do pool não-alinhado à comunicação em redes. Dissertação de mestrado defendida na Escola de Comunicação da UFRJ. Orientadora: Suzy dos Santos. Rio de Janeiro: ECO/UFRJ, 2010.

BOYD-BARRETT, Oliver. The International News Agencies. Londres/Beverly Hills: Constable, SAGE, 1980.

BOYD-BARRETT, Oliver. RANTANEN, Terhi. Global and National News Agencies: opportunities and threats in the age of the Internet. in: BRIGGS, Asa. COBLEY, P. (orgs.). The Media: an introduction. Londres: Longman, 2002. 2ª ed.

DANTAS, Marcos. A Lógica do Capital-Informação. Rio de Janeiro: Contraponto, 2002. 2ª ed.

ELLIOTT, Charles W.. Flows of News from the Middle Kingdom: an analysis of international news releases from Xinhua. in: MALEK & KAVOORI (orgs.). The Global Dynamics of News: studies in international news coverage and news agendas. Stamford (EUA): Ablex: 2000. pp.343-388

KRUGLAK, Theodore Eduard. The Role and Evolution of Press Agencies in the Socialist Countries. International Communication Gazette, jan 1975; vol.21: pp.1-18. 17p.

KRUGLAK, Theodore Eduard. The Two Faces of TASS. University of Minnesota Press, 1962.

LERNER, Daniel. SCHRAMM, Wilbur (orgs.). Comunicação e Mudança nos Países em Desenvolvimento. São Paulo: Melhoramentos/EdUSP, 1973.

MARQUES, Márcia. As mudanças nas rotinas de produção das agências de notícias com a consolidação da internet no Brasil. Dissertação de Mestrado defendida na Universidade de Brasília (orientadora: Zélia Adghirni). Brasília: UnB, 2005.

MATTELART, Armand. Comunicação-Mundo: história das ideias e das estratégias. Petrópolis: Vozes, 1994.

PATERSON, Chris. News Agency Dominance in International News on the Internet. in: SKINNER, D., COMPTON, J. and GASHER, M. (orgs.) Converging Media, Diverging Politics: A Political Economy of News in the United States and Canada. Lexington/Rowman and Littlefield, 2005. pp. 145-164. 24p.

RAMOS, Isabel. ORLANDO, Rocío. “Activismo estatal y bloqueo mediático: contiendas por la regulación de la comunicación en el Ecuador”. Corriente Alterna. vol.I, nº 2 (junho de 2012). Quito: Terranueva, 2012.

RANTANEN, Terhi. A Historical Study of News Agencies: the beginning of news agency activity in Russia. Nordicom, 1. 7-12. Gotemburgo: NORDICOM, 1985.

RANTANEN, Terhi. Flows and Contra-Flows in Transitional Societies. in: THUSSU, Daya K. (org). Media on the Move: global flow and contra-flow. Nova York: Routledge, 2007. pp.146-160

SCHRAMM, Wilbur. Comunicação de Massa e Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Bloch, 1976.

SHRIVASTAVA, K.M.. News Agencies: from pigeon to internet. Nova Délhi: New Dawn Press/Sterling, 2007.

THUSSU, Daya Kishan. International Communication: continuity and change. Londres: Hodder Arnold, 2006.

TOPUZ, Hifzi. News Agencies in Africa. International Communication Gazette, jan 1962; vol.8: pp.48-52.

XIN, Xin. Xinhua News Agency and Globalization. in: BOYD-BARRETT, Oliver. Communications Media, Globalization and Empire. Eastleigh (Reino Unido): John Libbey, 2006. pp.111-128




DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v12n1.2016.831

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.