Crosscheck as a legitimization strategy of the journalism field in reaction to fake news

Maria Ivete Trevisan Fossá, Kauane Andressa Müller

Resumo


This work aims to understand Projeto Comprova as a legitimation strategy of the journalistic field. We also propose an initial approach with the crosscheck experience, during the debate about fake news. The principal strategy used in this case is credibility, which is obtained in a deal between journalism and society. This deal allows a trust relationship. At Projeto Comprova, there is a concern in detail the verification process, which causes a modification in the narrative order. Besides, in the fake news context, the idea of news itself changed in checking business. In the digital ambience, there is a modification in the narrative built with emphasis in the verification of facts or data: if the journalistic companies classify some information as false, it becomes news.

Este estudo tem por objetivo compreender o Projeto Comprova como estratégia de legitimação do campo jornalístico e propor uma primeira aproximação com a experiência de checagem cruzada, em meio ao debate sobre notícias falsas. A principal estratégia acionada nesse caso é a de credibilidade, obtida num acordo entre jornalismo e sociedade, que permite que seja estabelecida uma relação de confiança. No Projeto Comprova, há uma preocupação por detalhar o processo de apuração, causando uma modificação de ordem narrativa. Além disso, a partir da noção de fake news, modifica-se a própria ideia do que é notícia em iniciativas de checagem, de modo que a narrativa construída com ênfase no processo de apuração de fatos ou de dados na ambiência digital transforma a classificação de uma informação como falsa pelas organizações jornalísticas na própria notícia.

Este trabajo tiene como objetivo comprender el Projeto Comprova como estrategia de legitimación del entorno periodístico y proponer una primera aproximación con la experiencia de chequeo cruzado, en medio a discusiones sobre noticias falsas. La principal estrategia accionada es la de credibilidad, obtenida en un acuerdo entre periodismo y sociedad, que permite establecer una relación de confianza. En Projeto Comprova, hay la preocupación en detallar el proceso de apuración, lo que causa una modificación de orden narrativo. Además, a partir de la noción de fake news, se cambia la propia idea de lo que es noticia en espacios de chequeo, de modo que la narración construida con énfasis en el proceso de apuración de hechos o de datos en el ambiente digital transforma la clasificación de una información por las empresas periodísticas como falsa en la propia noticia.


Palavras-chave


Journalistic field; Legitimation strategies; Checking; Crosscheck

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


Abraji. (Ausgust, 6, 2018). Projeto de combate à desinformação nas eleições inicia atividades. Abraji. Retrieved from https://www.abraji.org.br/noticias/projeto-de-combate-a-desinformacao-nas-eleicoesinicia-atividades

Agência EFE. (May, 22, 2018). Zuckerberg pede perdão no Parlamento Europeu por vazamento de dados. Agência Brasil. Retrieved from http:// agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2018-05/zuckerbergpede-perdao-no-parlamento-europeu-por-vazamento-de-dados.

Allcott, H., & Gentzkow, M. (2017). Social Media and Fake News in the 2016 Election. Journal of Economic Perspectives, v. 31, n. 2, p. 211-36. DOI: 10.1257/jep.31.2.211

Berger, P., & Luckmann, T. (2004). A construção social da realidade:Tratado de Sociologia do Conhecimento. Petrópolis: Vozes.

Bonnewitz, P. (2003). Primeiras Lições sobre a sociologia de P. Bourdieu. Petrópolis: Vozes.

Bourdieu, P. (1983) Algumas propriedades do campo. In: Bourdieu, P. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero.

Bourdieu, P. (1997). Sobre a televisão: Seguido de A influência do jornalismo e Os Jogos Olímpicos. Rio de Janeiro: Zahar.

Bourdieu, P. (2007). O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Carvalho, L. M. (2010). Legitimação institucional do jornalismo informativo nas mídias sociais digitais: Estratégias emergentes no conteúdo de Zero Hora no Twitter. (Dissertação de mestrado). Retrieved from Manancial (https://repositorio.ufsm.br/handle/1/6315).

Catani, A. M. (2011). As possibilidades analíticas da noção de campo social. Educação & Sociologia, v. 32, n. 114, p. 189-202. DOI: 10.1590/S0101-73302011000100012

Charaudeau, P. (2006). Discurso das mídias. São Paulo: Contexto.

Comprova. (October, 01, 2019). Foto de multidão no Largo da Batata é de protesto contra Bolsonaro e não do Carnaval de 2017. Comprova. Retrieved fromhttps://projetocomprova.com.br/post/re_2B5W8XN4gVwb

Comprova. (October, 02, 2018). Vídeo foi editado para deturpar fala de Lula sobre ‘ideologia do PT’. Comprova. Retrieved from https://projetocomprova.com.br/post/re_2B5W8XNqVdpY

Comprova. (October, 23, 2018). Auditoria em urnas apreendidas no Paraná concluiu que não houve fraude. Comprova. Retrieved from https://projetocomprova.com.br/post/re_2B5W8XZLgxkY

Comprova. Sobre o Comprova. Comprova. Retrieved from https:// projetocomprova.com.br/about/about

Deuze, M., & Witschge, T. (2015). Além do jornalismo. Leituras do jornalismo, São Paulo, v.2, n.4. Retrieved from https://www3.faac.unesp.br/leiturasdojornalismo/index.php/leiturasdojornalismo/article/view/74

Faccin, M. J. & Ferreira, S. V. (2018). Formação jornalística e os novos fluxos informativos: Uma Análise Do Perfil De Profissional Previsto Nas Diretrizes Curriculares Nacionais. Revista Passagens, v. 9, n. 1, p. 34-49. Available at http://www.periodicos.ufc.br/passagens/article/view/39727.

Guazina, L. Campos em disputa: jornalismo versus política na cobertura do Jornal Nacional sobre o Escândalo do Mensalão. Anais do 11º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo. Brasília, Universidade de Brasília. p. 1-18. 2013. Retrieved from http://soac.bce.unb.br/index.php/ENPJor/XIENPJOR/schedConf/presentations>.

Figaro, R. (2018). (Org.). As relações de comunicação e as condições de produção no trabalho de jornalistas em arranjos econômicos alternativos às corporações de mídias. São Paulo: ECA-USP.

Figaro, R., & Nonato, C. (2017). Novos ‘arranjos econômicos’ alternativos para a produção jornalística. Contemporanea, v. 15, n.01, p. 47-63. DOI: 10.9771/1809-9386contemporanea.v15i1.21451

Lazer, D. M. J., Baum, M. A., Benkler, Y., Berinsky, A. J., Greenhill, K. M., Menczer, F., Metzger, M. J., Nyhan, B., Pennycook, G., Rothschild, D., Schudson, M., Sloman, S. A., Sunstein, C. R., Thorson, E. A., Watts, D. J. & Zittrain, J. L. (2018). The Science of Fake News. Science, v. 359, n. 6380, p. 1094-1096. DOI: 10.1126/science.aao2998

Marques, J. (October, 21, 2018). Folha é a maior fake news do Brasil, diz Bolsonaro a manifestantes. Folha de S.Paulo. Retrieved from https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/10/folha-e-a-maiorfake-news-do-brasil-diz-bolsonaro-a-manifestantes.shtml

Meditsch, E. (1998). Jornalismo como forma de conhecimento. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 21, n. 1, p. 25-38.

Mello, P. C. (October, 18, 2018). Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp. Folha de S.Paulo. Retrieved from https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/10/empresarios-bancam-campanhacontra-o-pt-pelo-whatsapp.shtml

Mick, J & Lima, S. (2013). Perfil do jornalista brasileiro: Características demográficas, políticas e do trabalho jornalístico em 2012. Florianópolis: Insular.

Ministério da Educação (2013). Resolução nº 1, de 27 de setembro de 2013. Retrieved from http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12991

REULE, D. S. (2008). A dinâmica dos rumores na rede: A web como espaço de propagação de boatos virtuais. (Dissertação de mestrado). Retrieved from: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/13796.

Ribeiro, M. M. & Ortellado, P. (2018). O que são e como lidar com as notícias falsas: Dos sites de notícias falsas às mídias hiper-partidárias. Sur - Revista Internacional de Direitos Humanos, v. 15, n. 27, p.71-83. Retrieved from http://sur.conectas.org/o-que-sao-e-como-lidarcom-as-noticias-falsas/

Spinelli, E. M. & Santos, J. A. (2018). Jornalismo na era da pósverdade: fact-checking como ferramenta de combate às fake news. Revista Observatório, v. 4, n. 3, p. 759-782. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2018v4n3p759

Traquina, N. (2005) Teorias do jornalismo: porque as notícias são como são. Florianópolis: Insular.

Volt Data Lab. (August, 7, 2018). A Conta dos Passaralhos: Um panorama sobre demissões de jornalistas nas redações do Brasil desde 2012. Volt Data Lab. Retrieved from http://passaralhos.voltdata.info/

Wardle, C. & Derakhshan, H. (2017) Information disorder: Toward an interdisciplinary framework for research and policy making. Estrasburgo: Conselho da Europa.




DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v15n3.2019.1196

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.