Fotojornalismo e imagens locais: dois pontos de vista, duas profissões?

Daniel Thierry

Resumo


A prática clássica do fotojornalismo - profundamente enraizada no “credo” constituído a partir de Lewis Hine (1874-1940) – tem estabelecido, década após década, uma práxis e uma doxa quase não afetadas pelas transformações das formas do jornalismo. Desde a busca pela “boa imagem” - que seria percebida em sua transparência, em um esforço de refutar os traços enunciativos, numa perspectiva de objetividade máxima -, até a fotografia mais sedutora disponível em um hipermercado de ilustrações, a oferta de imagens parece bem delimitada.  Entretanto, longe da grande reportagem e da prática da excelência fotográfica recompensada por inúmeros prêmios internacionais e aparições nos espaços artístico-mediáticos, a fotografia da imprensa local permanece em segundo plano. Como oferecer uma representação de si mesmo que possa ser compartilhada no espaço local? Essa é a primeira pergunta que se faz aos editores da imprensa diária e semanal local. A partir de exemplos das práticas profissionais nesse domínio, o artigo propõe uma abordagem das filiações dessas mesmas práticas e uma análise com base na originalidade do status profissional dos autores das fotografias locais.


Palavras-chave


Jornalismo; Fotografia; Proximidade; Ordinário; Mídia local

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25200/BJR.v7n1.2011.286

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da versão online: 1981-9854

ISSN da versão impressa (descontinuada a partir de 2008): 1808-4079



Datas de publicação da revista

30 de abril - 30 de agosto - 30 de dezembro

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.