Brazilian Journalism Research

Brazilian Journalism Research (BJR) é um periódico científico semestral publicado pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Para mais informações sobre a SBPJor, visite nosso site (www.sbpjor.org.br). A associação é dedicada à teoria e à pesquisa sobre jornalismo (tanto o trabalho teórico, quanto o empírico). A revista é editada em inglês e português.

Notícias

 

CHAMADA PARA ARTIGOS

 

 

 

CHAMADA PARA ARTIGOS

Revista Brazilian Journalism  Research - BJR

Brasília, 03 de abril de 2013

 

Calendário para o Volume 9, número 1, 2013

 

Submissão de artigos: até 30 de abril de 2013

Pareceres: até 15 de maio de 2013

Entrega das versões finais em Inglês e Português ou Espanhol e em caso de revisão ou informações adicionais sugeridas pelos editores: 30 de maio de 2013

Previsão de publicação: 31 de julho de 2013

Temas livres

Essa edição acolherá trabalhos que contemplem a diversidade de abordagens teóricas, epistemológicas, metodológicas e empíricas da pesquisa em Jornalismo.
A edição 1 do volume 9 também receberá resenhas de livros sobre jornalismo e áreas afins publicados em 2011 e 2012. A extensão da resenha deve ser
entre 6 mil e 7 mil caracteres, incluídos neste cálculo os espaços.  

 

Calendário para o Volume 9, número 2, 2013

 

Submissão de artigos: até 15 de agosto de 2013

Pareceres: até 30 de setembro de 2013

Entrega das versões finais em Inglês e Português ou Espanhol e em caso de revisão ou informações adicionais sugeridas pelos editores: 15 de outubro de 2013

Previsão de publicação: 15 de dezembro de 2013

 

Dossiê: Jornalismo e Identidade profissional

Pressionado pelas mudanças nas tecnologias, pela aceleração do tempo de produção, circulação e consumo da informação; pela precarização das relações de trabalho; pelas transformações nas rotinas produtivas e das relações com as fontes, o jornalismo passa por mudanças que consequentemente repercutem no estatuto, nas carreiras, nas normas, na identidade profissional e no processo de produção dos jornalistas. Essas mudanças suscitam análises distintas.

 

1º) Mudanças no estatuto do jornalista.

A emergência de novos dispositivos tecnológicos (web 2.0, e emprego de tecnologias como tablets, smartphones e similares), a ampliação das áreas de atuação dos jornalistas (na docência, na comunicação organizacional, na produção de entretenimento), bem como as mudanças na estrutura das organizações midiáticas (com a introdução de redações integradas, dos processos de produção multiplataforma e outros mecanismos) parecem sugerir mudanças no estatuto do jornalista. Este eixo abre espaço para estudos que busquem analisar as mudanças de ordem estatutária no plano sociológico, simbólico, discursivo, organizacional, empresarial e relacional.

2º) Mudanças nas carreiras jornalísticas.

Atualmente, as carreiras estão mais porosas (trocas com outros métiers), descontínuas,
de difícil acesso, interrompidas ao final, ou realizadas em paralelo com outras práticas. Poderão ser submetidos trabalhos também que compreendam análises sobre as mudanças nas modalidades de acesso e a mobilidade no interior da profissão, bem como sobre os mecanismos de gestão das carreiras profissionais nas relações que os jornalistas estabelecem entre si e com outros espaços e grupos sociais (por exemplo: fontes, públicos, intelectuais, políticos, empresários e universitários). Com as empresas sob o ritmo das fusões, da flexibilidade, da aceleração, da efemeridade dos processos de trabalho, temos funções que são extintas e outras atividades acumuladas por um mesmo profissional. Convergências tecnológicas que impactam na fusão  de postos de trabalho antes distintos. A mobilidade e a ubiquidade das tecnologias que caracterizam o aumento das horas dedicadas e quebra de fronteiras do espaço de trabalho. A fragmentação e a descontinuidade das narrativas e a necessidade de conteúdos multimidiáticos impõem outros ritmos ao processo produtivo do jornalista.

3º) Identidade profissional e normas.

As regras de conduta de um grupo são relacionais, são processos de negociação, e também resultado de seus usos transacionais. Dito de outra forma, mesmo que alguns valores sejam ontologicamente associados a uma atividade (um médico, por exemplo, possui compaixão porque ele trata, um jornalista tem o respeito à verdade porque ele informa), as regras são contextuais.

Pretende-se que os trabalhos enviados para este eixo proponham-se a fugir de uma abordagem apenas normativa de relação entre identidade e deontologia (“o bom e o mau jornalista” e os reflexos na “qualidade da informação”) para abrigar estudos que busquem vincular as mudanças identitárias e os processos sociais que permitem a construção e as transformações nas normas profissionais (os enunciados éticos, os atores envolvidos e os espaços deliberativos).

 

Trabalhos que abordem outros eixos de análise que estejam de acordo com a temática do dossiê também podem ser submetidos.

 

Editores do Dossiê: Fábio Henrique Pereira, Iluska Coutinho

Editor convidado: Raúl Osorio Vargas (Colômbia)

 

Além do dossiê temático, a revista aceitará artigos para a sessão Artigos.

 

Apresentação da BJR e tipologia de textos

A Brazilian Journalism Research – BJR – é uma revista científica semestral publicada pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). A associação e a sua revista se dedicam à teoria e pesquisa em
jornalismo (tanto trabalho teórico quanto empírico). A revista é editada
em duas versões. Uma versão contém apenas textos em inglês; a partir de
2013, a segunda versão trará artigos em português ou espanhol. Para outras
informações sobre a SBPJor, visite o site em www.sbpjor.org.br
Os artigos são recebidos para as seções Dossiê, Artigos e Resenhas e devem
obedecer estritamente às normas da revista.

Artigos
Trabalhos acadêmicos sobre Teoria, Pesquisa e Crítica do Jornalismo.
A extensão do artigo deve ser entre 30 mil a 40 mil caracteres, incluídos neste
cálculo os espaços. A Brazilian Journalism Research publica preferencialmente
resultados de pesquisas.

Dossiê
Textos sobre um tema específico da área de Jornalismo detalhado na Chamada
para Artigos de uma determinada edição. A extensão do artigo deve ser entre
30 mil a 40 mil caracteres, incluídos neste cálculo os espaços. A Brazilian
Journalism Research publica preferencialmente resultados de pesquisas.
Algumas edições podem não conter um Dossiê e serem dedicadas apenas a
Artigos (Temas Livres).

Resenha
a revista inclui uma seção de resenhas de livros sobre jornalismo e áreas afins
publicados em 2011 e 2012. A extensão da resenha deve ser entre 6 mil e 7 mil
caracteres, incluídos neste cálculo os espaços.

Orientações gerais

A revista Brazilian Journalism Research acolhe trabalhos originais e inéditos de
doutores e doutorandos. Mestres, mestrandos e graduandos devem submeter
trabalhos em regime de coautoria com pesquisadores que tenham título de
Doutor ou que sejam doutorandos.

O trabalho submetido deve ser de autoria intelectual própria. O autor deve
identificar corretamente os dados e referências utilizados e dar os créditos ao
autor ou fonte de informação consultados. Deve também declarar que todo
material incluído no seu trabalho está livre de direitos de autor e que possíveis
litígios judiciais de qualquer ordem ou reclamação relacionados com direitos de
propriedade intelectual são de sua responsabilidade, de forma que exonera a
Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), a revista e os
editores da mesma de toda responsabilidade sobre os materiais apresentados.
Para submeter seu trabalho, o autor deve utilizar exclusivamente o sistema
eletrônico da revista http://bjr.sbpjor.org.br. A partir do número 1 do volume 9, a BJR terá uma versão em inglês e outra que acolherá artigos em português e em espanhol.
O trabalho a ser submetido à avaliação da revista pode ser feito em português,
espanhol ou inglês. O autor que submeter um trabalho em português ou espanhol
se compromete a enviar a versão do artigo em inglês 15 (quinze) dias após a
comunicação do aceite pela BJR, caso o artigo seja aprovado sem alterações
pelos pareceristas. O autor que submeter um trabalho em inglês se compromete
a enviar a versão do artigo em português ou espanhol 15 (quinze) dias após a
comunicação do aceite pela BJR, caso o artigo seja aprovado sem alterações
pelos pareceristas. Em caso de artigos aprovados, mas condicionados a
alterações, o autor deverá providenciar em 15 (quinze) dias a tradução após a
aprovação da nova versão pelos editores da revista.


Os artigos devem ser submetidos com os seguintes elementos:

Título e subtítulo: Em português, inglês e espanhol.
Resumo: Os artigos devem ser acompanhados de resumo (contendo o tema, os
objetivos, metodologia e a principal conclusão) de aproximadamente 10 linhas
(ou até 1 mil caracteres) em português, inglês e espanhol.
Palavras-chave: Entre três (3) e cinco (5) palavras-chave em português, inglês
e espanhol.

• Cada uma das duas versões do artigo (inglês e português ou espanhol)
deve ser redigida em fonte Times New Roman, corpo 12, espaço entre linhas
de 1,5 cm, conter de 30 mil a 40 mil caracteres (incluídos neste cálculo os
espaços, as referências bibliográficas e as notas), com introdução e intertítulos
em itálico, que não devem ser numerados, obedecendo a uma hierarquia clara
de títulos e subtítulos que facilite a leitura;

• Notas devem ser redigidas no final do texto, antes das referências
bibliográficas;
• As referências e as notas devem ser citadas no texto com (AUTOR, data, e
número de página);

• Tabelas, figuras, fotos e ilustrações devem ter uma boa qualidade e alta
resolução e serem numeradas sequencialmente por categoria e claramente
identificadas (Exemplos: Figura 1, Figura 2; Tabela 1, Tabela 2 etc.);

• Uma seção de Referências Bibliográficas em ordem alfabética deve seguir o
texto; use o estilo da ABNT.

As informações de identificação dos autores devem ser inseridas nos campos
respectivos do sistema eletrônico quando da submissão dos textos e não devem
ser incluídas no texto do artigo. No Sistema SEER, (s) autor(es) deve(m) fornecer
um currículo com titulação máxima obtida, vínculo institucional, cidade, país,
e-mail e outros dados relevantes.

Permissões de direitos de autor: os autores são responsáveis pela obtenção
de permissões de direitos de autor para reproduzir qualquer cotação, ilustração
ou fotografia publicadas anteriormente em outro local ou que tenham sido
produzidas por outras pessoas que não o autor do artigo.
No caso de o texto vir a ser aprovado para publicação, o(s) autor(es) assina(m)
declaração – em conformidade com o modelo estabelecido – transferindo
os direitos autorais à revista e autorizando a Brazilian Journalism Research
a publicá-lo por meio impresso, eletrônico, CDRom e/ou internet ou outro
meio conhecido.

 

Informações adicionais

Para informações sobre a SBJor, visite o site da Associação em
http://www.sbpjor.org.br Para conhecer edições anteriores da BJR
e a edição atual visite o website da revista Brazilian Journalism Research em
http://bjr.sbpjor.org.br
O acompanhamento do processo editorial do artigo submetido pode ser
realizado via Sistema SEER. Quando necessário, entre em contato com Kênia
Maia, Editora Executiva ( bjreditor@gmail.com ).

Orientações detalhadas para os autores estão disponíveis para download no link: http://www.sbpjor.org.br/sbpjor/wp-content/uploads/2012/05/Tutorial-portugues-v.f.1.pdf

http://www.sbpjor.org.br/sbpjor/wp-content/uploads/2013/04/Chamada-para-artigos-BJR_port_v11.pdf

 


Brazilian Journalism Research – BJR

Director: Dione Oliveira Moura

Executive Editor: Kênia Maia

Adjunct Editors: Iluska Coutinho, Luciana Mielniczuk, Fábio Henrique Pereira e Célia Ladeira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Publicado: 2013-04-11
 

New Issue: Brazilian Journalism Research

 
Dossier Digital media, convergence and journalistic practice: challenges and perspectives  
Publicado: 2012-10-19 Mais...
 

Publicação de novo número

 

Dossiê “Mídias digitais, convergência e prática jornalística: desafios e perspectivas”

 
Publicado: 2012-10-19 Mais...
 

Apresentação da BJR e tipologia de textos

 
A Brazilian Journalism ResearchBJR – é uma revista científica semestral publicada pela Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor).  
Publicado: 2012-10-05 Mais...
 

BJR´s presentation and typology of texts

 
Brazilian Journalism Research - BJR - is a semi-annual scientific journal published by the Brazilian Association of Journalism Researchers (SBPJor).  
Publicado: 2012-10-05 Mais...
 
Outras notícias...

v. 9, n. 2 E (2013)


Capa da revista


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 1981-9854